• Arquivo
  • Biblioteca
  • Hemeroteca
  • Mapoteca
  • Museu
  • Revista IHGB
Escolha o acervo em que deseja realizar sua busca através das abas abaixo. Pesquise por campos específicos da ficha catalográfica individualmente ou em conjunto. Argumentos definidos em mais de um campo funcionam como filtro acumulativo para os resultados.
Select search fields in the module options!
Select search fields in the module options!
Escolha o acervo em que deseja realizar sua busca através das abas abaixo. Pesquise por campos específicos da ficha catalográfica individualmente ou em conjunto. Argumentos definidos em mais de um campo funcionam como filtro acumulativo para os resultados.
Select search fields in the module options!
Escolha o acervo em que deseja realizar sua busca através das abas abaixo. Pesquise por campos específicos da ficha catalográfica individualmente ou em conjunto. Argumentos definidos em mais de um campo funcionam como filtro acumulativo para os resultados.
Select search fields in the module options!
Select search fields in the module options!
Select search fields in the module options!
Escolha o acervo em que deseja realizar sua busca através das abas abaixo. Pesquise por campos específicos da ficha catalográfica individualmente ou em conjunto. Argumentos definidos em mais de um campo funcionam como filtro acumulativo para os resultados.
Select search fields in the module options!
Escolha o acervo em que deseja realizar sua busca através das abas abaixo. Pesquise por campos específicos da ficha catalográfica individualmente ou em conjunto. Argumentos definidos em mais de um campo funcionam como filtro acumulativo para os resultados.
Select search fields in the module options!
Escolha o acervo em que deseja realizar sua busca através das abas abaixo. Pesquise por campos específicos da ficha catalográfica individualmente ou em conjunto. Argumentos definidos em mais de um campo funcionam como filtro acumulativo para os resultados.

Buscar todos os campos

Título

Número

Autor Principal

Autor Secundário

Título Periódico

Data de Publicação

Referências

Notas

Resumo

Assunto

Termos Livres

A primeira sede foi, evidentemente, a da Sociedade Auxiliadora da Indústria Nacional - SAIN, em cuja sala de sessões fundou-se o Instituto.

Em 1840, mudou-se para o Paço da Cidade, a princípio em dependências do Almoxarifado, depois na sala à esquerda da Portaria das Damas e, finalmente, no terceiro pavimento do antigo Convento do Carmo, ao lado da Capela Imperial, onde hoje se acha instalada a Universidade Cândido Mendes, em cuja entrada principal foi aposta, em 2001, placa evocativa.

Com a necessidade de obras nesse local, o Instituto funcionou, de junho a agosto de 1906, no Real Gabinete Português de Leitura.

Em 21 de outubro de 1913, o Conde de Afonso Celso instalou o Instituto "na ala que edificara para sua sede, ao flanco do Silogeu, na esquina das Avenidas Augusto Severo e Teixeira de Freitas", o mesmo local em que, em 1972, foi acabada de construir-se e inaugurada a sede atual.

O Edifício Pedro Calmon

A Lei nº 2.554, de 3 de agosto de 1955, sancionada pelo Presidente João Café Filho, autorizou fosse cedido ao Instituto "o terreno em que foi edificado o Silogeu, à Avenida Augusto Severo, no 4", com várias obrigações, entre elas a de atender ao "recuo exigido pelos planos urbanísticos municipais".

No ato, foi concedida, a título de auxílio, a importância de 8 milhões de cruzeiros, acrescida, pela Lei nº 3.442, de 30 milhões.

A escritura foi lavrada em janeiro de 1957 e aprovada pelo Tribunal de Contas.

A 10 de setembro de 1958 foi nomeada pelo presidente José Carlos de Macedo Soares uma comissão especial. Uma semana depois, o prof. Adolfo Morales de los Rios Filho traçou o anteprojeto do futuro prédio, que não foi aceito pela Prefeitura, sendo necessárias modificações feitas por firma idônea, a Pan Americana de Engenharia S. A.

A execução do projeto coube a diversas empresas, conforme as especializações.

O prédio só foi possível construir-se graças a empréstimo concedido pela Caixa Econômica Federal, durante a administração de Pedro Calmon, que também obteria, anos depois, a quitação do débito hipotecário junto ao Governo Federal.

A inauguração teve lugar no dia 5 de setembro de 1972 com a presença do Presidente da República, gen. Emílio Garrastazu Médici.

A Revista

A Revista Trimensal de Geografia e História ou Jornal do Instituto Histórico e Geográfico Brasileiro fundado no Rio de Janeiro sob os auspícios da Sociedade Auxiliadora da Indústria Nacional, que já foi do Instituto Histórico e Geográfico do Brasil e do Instituto Histórico, Geográfico e Etnográfico do Brasil, nome que a instituição jamais teve, é hoje, simplesmente, Revista do Instituto Histórico e Geográfico Brasileiro.

Nos seus mais de 425 números, editados sem interrupção, constitui-se na mais antiga publicação do gênero em todo o mundo. Tal circunstância valeu-lhe a inclusão no Guiness Book Records.

O 1º número corresponde ao 1º trimestre de 1839. A Comissão de Redação estava constituída pelo dr. José Marcelino da Rocha Cabral e o sr. Antonio José de Paiva Guedes.

Publicações Diversas

Além da Revista, o Instituto tem publicado obras avulsas, que atingem cerca de 500 títulos, entre os quais monografias, biografias, catálogos, anais etc.

Para mencionar alguns:

Homenagem a Pedro II, em 2 v.; Novo Orbe Serafico Brasílico, de Frei Jaboatão; Centenário da Imprensa no Brasil, 2 v.; A Missão Artística de 1816, de Afonso Taunay; A abolição e seus efeitos econômicos, de Agenor de Roure; Efemérides Brasileiras, do Barão do Rio Branco; O Ano da Independência; Dicionário Histórico, Geográfico e Etnográfico do Brasil em 2 v.; A política exterior do Império, de Pandiá Calógeras, em 2 v.; História do Brasil, de Handelmann; No tempo dos Vice-Reis, de Luís Edmundo; OConselho de Estado, de Tavares Lyra; Antiqualhas e memórias do Rio de Janeiro, por Vieira Fazenda; O Sertão Carioca, de Magalhães Correia;História da Independência, de Varnhagen; As cidades do Salvador e Rio de Janeiro no século XVIII, de Gilberto Ferrez; A Amazônia na era Pombalina, de Marcos Carneiro de Mendonça, em 3 v.; Dicionário biobibliográfico de historiadores, geógrafos e antropólogos brasileiros, de Vicente Tapajós et al, em 6 v., Álbum dos 150 anos do IHGB; Índice dos Anais dos Congressos e Simpósios no IHGB (1914-2000); Inventário Arquivo UDN; Dicionário biobliográfico de sócios estrangeiros (século XIX), de Elysio Custódio Gonçalves de Oliveira Belchior.